Diagnósticos

Tu já recebeu algum “diagnóstico” por ser o que é?

Quando uma menina cresce em uma comunidade, ela recebe vários diagnósticos ao longo da sua juventude e vida adulta.

Quando criança, vamos a Escola e recebemos vários diagnósticos: de maloqueira, escabelada, vileira, seca, gorda, feia …

De fato, a Escola nas favelas é o lugar onde se aprende muito sobre ódio e desamor.

Quando adolescente, seu corpo desenvolve junto com seus hormônios, os diagnósticos já estão vindo com mais rapidez que as informações, poucas pessoas para conversar , quase ninguém para falar sobre saúde. Resultam em diagnósticos de oferecida, malandra, assanhada quase ou mais traumatizantes quanto os da infância.

Crescer em uma comunidade é como estar numa Roda Gigantes , tu te diverte mas sempre na mesma paisagem .

Se nesse turbilhão de emoções vazias, uma receber o diagnóstico de mãe solteira, talvez a vida dela seja marcada para sempre, como “mais uma”. Ser mais uma é um diagnóstico muito triste.

As perspectivas de um futuro para essas meninas são rasas. Apenas 5 a cada 20 conseguem entrar em uma faculdade, e apenas UMA dessas cinco concluirá seu curso.

Estamos fadadas a sermos mais uma que não conseguiu, que não foi , que não estava e que não viu o que há além das comunidades.

Políticas Públicas é o nome do grande herói dessas mocinhas da nossa história, porém nem todas recebem essas políticas tão públicas , tão nossas , tão justas e tão inclusivas.

Mas se tu esta lendo isto e acha que pode oferecer algo a estas meninas, entre agora em uma escola Municipal ou Estadual e mude a vida de uma delas.

Se tu acha que é exagero meu, perca teu medo e entra na Bom Jesus, Rubem Berta ou Cruzeiro e tenta dialogar sobre sexualidade com 3 jovens!

É um só uma dica de desafio do bem.

É importante se incomodar com os diagnósticos que nos são dados desde a infância, por que pra todos eles existe um remédio milagroso que salva. O nome é ACOLHIMENTO!

Pense nisso!

Lidiane David
Mãe, negra, estudante de jornalismo, ativista comunitária
Idealizadora da Creche Casa de Mãe